Blog >

SE QUEREMOS FUTUROS MELHORES, PRECISAREMOS CRIÁ-LOS, E NÃO APENAS REPRODUZIR O QUE JÁ EXISTE.

SE QUEREMOS FUTUROS MELHORES, PRECISAREMOS CRIÁ-LOS, E NÃO APENAS REPRODUZIR O QUE JÁ EXISTE.

O ensinar, de forma geral, baseia se em alguns padrões há vários séculos. Muitos movimentos tentar fazer com que o educando encontre lógica e finalidade no que aprende. Muitos métodos propõem estratégias didáticas estimulantes e os conteúdos são vistos à luz de várias disciplinas ou áreas. No entanto, tudo é organizado segundo um cronograma, uma hierarquia.

Mas será que a vida, o mundo, a realidade têm realmente tanta previsibilidade? A situação que estamos vivendo mostra que não! Então, precisamos de uma transformação radical no sistema de ensino? Em alguns aspectos, sim! Pois se queremos futuros melhores, precisaremos cria-los, ajustar os percursos, ressignificar valores e não apenas reproduzir o que já existe.

O valor da escola dos educadores, a seriedade, o empenho e todos os esforços são elogiáveis e inquestionáveis, mas é preciso dar foco, ênfase e destaque às emoções, aos relacionamentos, aos desejos, à forma de ser e ás aptidões de cada um, porque cada ser humano é único e nasce com uma capacidade imensa de aprender.

Vendo por esse ângulo, não existem pessoas mais ou menos inteligentes. Existem áreas nas quais elas se destacam mais ou menos, e quando identificadas e valorizadas, essas áreas abrem caminhos promissores e transformadores. A escola e os pais (estes também orientados pelos educadores) precisam ser a ponte entre o mundo que temos hoje e o mundo que desejam, amanhã, para seus filhos e educandos.

A criança pequena navega pelo mundo orientada principalmente pela sua curiosidade, um instinto natural humano. Porém, com o tempo, esse olhar de curiosidade vai ficando miope a ponto de o jovem não saber dizer o que verdadeiramente o apaixona intelectualmente, o que faz seus olhos brilharem.

Diante dos atuais desafios, não podemos perder a oportunidade de fazer com que as crianças e os jovens que hoje estão em processo de desenvolvimento reacendam seu coração e busquem conquistar para si e para o próximo o bem-estar fisico, mental, intelectual e espiritual.

A educação integral, baseada na perspectiva holistica de ser humano, ensina “aprender a aprender” para aprender o que preciso for, e empregar conhecimentos, técnicas, responsabilidade, colaboração e solidariedade em novas e diferentes situações.

Um abraço a todos e até a próxima semana!